Conecte pessoas e a alavanque seus projetos

Imagem criada por Yaph 

Na pausa do recesso de fim de ano, resolvi por em dia a leitura. Em um passeio rápido pela estante, um livro usado na pós-graduação chamou atenção: Dominando os Desafios do Empreendedor (MasteringEntrepreneurship). Lançado em 2000, ele tem vários artigos sobre empreendedorismo publicado por professores de diversas universidades, em sua maioria, europeias. Não é um guia, como o título pode sugerir, mas uma coletânea de textos voltados para o uso em sala de aula.

Um dos textos vale a pena comentar: “O lucro por meio da parcimônia” (The parsimonious path to profit), da Rita Gunther McGtath. O artigo explica como os empreendedoresal avancam oportunidade através da sua rede de contatos.

Talvez você já tenha vivido algumas situações descritas abaixo:

  • Se você precisa imprimir folhetos, por que não utilizar de conhecidos e familiares para obter o melhor preço?
  • Se você precisa de um endereço empresarial a altura, por que não utilizar um endereço de um amigo emprestado? Talvez ele permita você utilizar a recepcionista dele para anotar os seus recados.
  • Ao invés de contratar um consultor, por que não contar com a ajuda de parentes e ou amigos? Caso não seja possível, por que não oferecer seu apoio a um projeto estudantil?

Rita apresenta algumas histórias de empreendedores que, antes de tudo, aproveita da rede de contatos para “pechinchar” e fazer negócios. Isto, mesmo depois de anos de sucesso.

Segundo Ian Macmillan da Universidade de Warthon, também citado no texto:

  • Nunca compre algo novo que possa ser comprado de segunda mão.
  • Nunca compre algo que possa ser alugado.
  • Nunca alugue o que possa ser pego emprestado.
  • Nunca pegue emprestado algo que você possa pedir de presente.
  • Nunca peça algo que você possa resgatar.

Dentre as histórias, ela cita a de um empresário sueco que realizava fóruns e encontros sociais para alavancar negócios. Em um destes encontros, um consultor compartilhou com o grupo um problema de um dos clientes (frequentes problemas trabalhistas com empregados de uma fundição). Uma possível solução poderia ser feita através do uso de robôs, porém ninguém conseguiu desenvolver uma solução adequada para a empresa (ambiente de altas temperaturas e fuligem danificavam os robôs). O empreendedor, mais uma vez, utilizou da sua rede para levar a questão a um conhecido professor de engenharia que afirmou ser possível o desenvolvimento de um protótipo. Mesmo tendo facilmente o capital necessário, o empreendedor se utilizou da sua rede para contatar empresas que tivessem o mesmo problema para patrocinar o protótipo. Uma maneira interessante de testar a idéia sem um desencaixe financeiro e ainda por cima, garantir potenciais compradores.

O texto faz parar para pensar. Steve Jobs é famoso pelo seu discurso que afirmava que ser importante olhar para o passado para conectar os pontos. Acredito que o conceito de “conexão dos pontos” não deve se resumir apenas ã criação de um produto, mas também à viabilização de um negócio. Os “pontos” não devem se limitar às características e idéias do negócio, mas também considerar as pessoas que vão viabilizá-las.

O quanto que utilizamos da nossa rede de conhecidos e amigos para avançar em nossos projetos? O quanto que ajudamos amigos a alavancar projetos? Em um ambiente com a cultura empreendedora estas oportunidades são criadas constantemente. Bastas olharmos paras as histórias do Vale do Silício. Chega de medos e receios. Vamos deixar a timidez de lado. Acredito que com uma atitude mais colaborativa nos negócios todos podem ganhar. As oportunidades aflorariam mais frequentemente e o bolo, no final, cresceria ainda mais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s